ABRASOL - Agência Brasileira de Aprendizagem e Soluções

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

poema - Sophye Baginski

ESPERA SECRETA


Sophye Baginsky



A ti pessoa secreta

que invade a minha alma por todo dia,

pelos meus desejos secretos

minhas novas idéias.

A ti beleza eterna

busca constante do impossível.

Aos teus olhos cheios de mistérios.

Aos teus idiomas místicos e gelados.

À tua foto e ao teu sorriso.

Com minha profunda fala;

aquela que conduz elétrons.

Aos teus belos olhos de águia

e à tua voz de lobo.

Ao nosso encontro tardio e secreto

no misterioso templo do sonho.

Até quando estarei esperando por ti?

Se nesta matéria

contento-me em olhar-te e contemplar-te.

Amo minha própria loucura em ter-te.

Como te provar?

Como te amar?

Como te amar nesta matéria de toques e desejos?

Até quando meu ego suportará

tamanha distância?

Pelos nascimentos e vitórias de morte.

Pelos libertos de seus crimes.

Pelos julgamentos secretos.

Pelos cavalos alados do nosso amor.

Assim tenho teus olhos verdadeiros

fitando-me em teu idioma eslavo.

Tua pele avermelhada pelo frio

e teus dentes certinhos.

Pelo teu saber e teu segredo.

Pela minha farsa natural!

Ah!

Tudo faz de mim um ser amante

desta Tese de Inteligência Secreta.

Aguardo-te por toda época,

em profunda espera de paz.



Um comentário:

  1. lindo esse poema,em sua espera secreta , que bom ,vejo que sabe amar .

    ResponderExcluir